O que muda no exame admissional com a chegada do eSocial?

O eSocial não muda o exame clínico admissional, mas vem com a proposta de fortalecer a fiscalização do trabalho. Isso tende a fazer valer algumas regrinhas de ouro que sempre existiram para a realização desse exame.

Imagine como poderia ser desastrosa a admissão de alguém com séria perda auditiva para a vaga de operador de telemarketing ou a contratação de um sushiman que esteja infectado com bactérias ou parasitas que podem contaminar alimentos.

O médico só vai conseguir identificar esses casos no exame admissional se tiver acesso ao resultado dos exames complementares na hora da consulta, mas nem todos os resultados de exames saem na hora. O empregador, por sua vez, só vai poder contratar o candidato se o médico emitir um documento chamado ASO (Atestado de Saúde Ocupacional) dizendo que o futuro funcionário está apto ao trabalho.

Por esse motivo, é preciso prestar atenção à ordem das datas, afinal, qualquer incoerência vai deixar a empresa exposta à fiscalização e isso poderá gerar multas pesadas para o empregador.

A gente quer te ouvir. Como a sua clínica de medicina ocupacional pode te ajudar a ganhar agilidade no processo de contratação? Conta para a gente nos comentários deste post no Instagram.